1 semana de Canada !!!

Completamos nossa primeira semana aqui. Hoje foi um dia diferente, encontramos alguns brasileiros no Acajou para assistir ao jogo do Brasil. Fomos convidados pela Rejane, uma brasileira que mora aqui em Montréal e auxilia novos imigrantes no translado do aeroporto ou para achar uma casa temporária.

Durante essa semana, conhecemos e vimos muitas coisas. Fomos até a universidade McGill para visitar o museu (meu filho pode finalmente ver um esqueleto de dinossauro de verdade).

014

Conseguimos obter o NAS (muito fácil) e demos entrada no Assurance Maladie, que precisou mais uma visita a Règie (porque nosso bail estava com um erro).

Consegui fazer o cartão do HSBC funcionar. Nos caixas eletronicos ele funcionava, não funcionava para débito. Bastou ir no banco, reinicializar a senha e alterar no caixa. Agora ele está funcionando. Em compensação, não consegui incluir o NAS na conta porque precisava marcar um rendezvous, mas para isso eu precisava de um telefone (que ainda não tínhamos). Precisarei voltar lá.

Por outro lado, abrimos a conta no RBC para a poussin-Mère e foi muito fácil. Saímos de lá com um cartão temporário enquanto o outro não chega. Ela conseguiu um cartão de crédito com um bom limite, mesmo sem histórico. O atendimento foi muito bom.

Conhecemos o Biodome, muito bacana, pagando a entrada com desconto para residentes do Quebéc. Mesmo assim, descobrimos que alguns locais são um pouco caros para se visitar quando pensamos em economizar.

023

Vimos pela primeira vez um pedestre ser multado ao atravessar fora da faixa. E nem foi no centro da cidade, foi aqui perto mesmo. Ele correu pela rua para pegar o onibus e escutamos um apito. Era uma guarda de bicicleta e pegou o camarada em flagrante. Não teve jeito. O interessante é que o onibus continuou parado, talvez esperando por ele. Não conferi porque fomos embora.

Nesta semana também inscrevemos nossa pequena na garderie. Fiquei preocupado e acabamos conversando com uma privé, muito bonitinha. 35 dolares por dia é bem pesado no orçamento, mas pedirei adiantamento o reelbolso do governo. Apesar do processo parecer simples e ser feito online, ainda terei que enviar alguns documentos pelo correio e possivelmente passarei em um centro para validar alguns deles.

Por outro lado, a ajuda do governo federal é um pouco mais complexa, apesar do valor ser bem menor. Não dá para fazer online porque nunca declaramos imposto antes aqui, então será tudo via correios. A ajuda de custo da provincía é mais fácil, mas também precisará de envios pelos correios dos documentos complementares.

Achamos um centro próximo para fazer a francisação, mas perdemos a data de inscrição que era 12/06. Teremos que esperar a próxima inscrição na semana que vem. Tudo isso porque resolvi esperar para dar entrada em tudo após o rendezvous com o MICC. O problema foi que nos deram um endereço do centro errado e quando chegamos lá, nos enviaram para outro local. Chegamos 22 minutos atrasados e não pudemos ter o rendezvous porque o máximo de atraso é 20 minutos, independente do problema ter sido causado por eles. Marcaram um novo rendezvous na próxima semana …

Achamos alguns supermercados, mas até agora consideramos que o custo de vida na região é caro. Talvez sejam os gastos em dolares quando o dinheiro oriundo é em reais.

Difícil está em arrumar um imóvel próximo ao nosso atual. Esse é temporário até o final de setembro, mas não tem nada no mesmo tamanho e qualidade próximos, é tudo pequeno e caro. Estou considerando realmente seguir o nosso plano original que é morar em Longueil, pela região de Monteregie. A ilha é legal, mas obtendo todos os documentos por aqui, não precisaremos mais ficar e podemos voltar ao Plano A que era morar em locais menores para poder nos integrarmos mais facilmente. A facilidade de adquirir um automóvel é muito simples, mesmo assim estamos aproveitando o transporte público e não sabemos como ele é nas regiões mais afastadas da ilha.

Por falar em transporte público, fizemos a carteirinha do meu filho para ele pagar metade do valor do transporte. Simples, a carteirinha saiu na hora (pagamos 6 dolares por ela). Fizemos as cartas Opus para todos nós (exceção da pequena que é isenta de cobrança) e compramos o passe para o mes todo.

Fiz um plano de celular na FIDO. Muito fácil, só trazer um cartão internacional do Brasil (o meu estava cancelado, mas nem falei nada, mostrei o plástico). O cara coloca no sistema e libera na hora. Comparando com o valor do Brasil, parece ser caro, mas ao menos as ligações são ilimitadas por todo o Canadá e posso acessar 1GB por mes sem me preocupar com cobranças. Fica a dica, telefone aqui é essencial. Parece que tudo que vamos fazer, pedem um número e é importante. E acabei pegando um Iphone 4s sem custo para o plano, que ficou 50 CAN por mes.

As crianças sentem saudades dos avos, mas resolvemos isso parcialmente conversando pelo skype. Dá para se ver e falar, então isso alivia para todos nós.

Veremos o que a próxima semana nos reserva. Ainda temos que ir na comissão escolar ver a situação do nosso grandão e tentar matricular ele no accueil.

Vou acabar comprando uma impressoa para fazer os documentos em casa. Fica mais fácil e me sentirei mais confortável. Vi impressoras da HP por 24 CAN, mas achei uma Epson wireless interessante na BestBuy por 70 CAN, acho que vou ficar com ela.

Tenho alguns recebimentos para cair no Brasil, ainda estou na expectativa que tudo corra bem. Além disso, vender nosso imóvel parece ser complicado nesse período de Copa. Tudo bem, tudo isso estava previsto.

Alguns momentos tenho medo e receio, enquanto em outros sinto a realizaçãode ter conseguido chegar até aqui. Sei que tudo isso faz parte do próprio processo de adaptação.

No geral, estamos muito felizes em estar aqui. As vezes penso se fizemos a coisa certa, mas a resposta é óbiva: fizemos sim.

A sensação de ficar sem trabalhar é o que deixa mais preocupado. Dinheiro saindo e nenhum entrando. Nunca pensei que diria isso, mas acho que preciso mesmo me ocupar e ficar tanto tempo sem trabalhar atrapalha. “Ser humano é gado”, kkk …

No aspecto de trabalho, nenhuma entrevista até agora. Tudo bem, é só uma semana. Agora com telefone conseguirei fazer contatos diretos e acho que isso pode facilitar.

O tempo que estava quente e ensolarado virou hoje para uma chuva e vento gelado. Nada que seja muito ruim, apenas molhado. Cheguei a escutar de brasileiros que é melhor tempo de neve do que essa chuvinha “molhada”.

Pois bem, essa é a nossa nova vida até agora. Tudo está bem, estamos bem. Muita coisa acontecendo, muitas transições. A vida é espetacular para ficar em uma redoma de segurança e rotina. Mas que dá medo sair dela, puxa, dá sim.

Abração a todos !!!

Anúncios

14 respostas em “1 semana de Canada !!!

  1. Olá família,

    Mais uma vez me identifico com o post de vcs. Me lembro como hoje nosso começo, retirada de documentos, idas ao MICC, abertura das contas no HSBC. E um dos nossos primeiros passeios por aqui também foi ir ao estádio olímpico, rsrsrs.

    Moramos um bom tempo na ilha, e óbvia a facilidade. Morávamos pertinho de um metro então ficamos mais de um ano sem carro… Mas se você quer um apto maior, sem ter que pagar caro, sair da ilha e uma opção sim.

    Longueuil e bom porque e banlieue mas ao mesmo tempo esta separado de Montreal por uma estação de metro. Talvez vocês consigam garderies com mais facilidade e até subsidiadas. Se teu filho for na escola do bairro, com certeza ele estudara com os seus vizinhos e isto facilita a integração. Aliás, muitos dos nossos amigos (principalmente os canadenses) são pais de amigos do nosso filho.

    Boa sorte pra vcs nesta nova caminhada, não desistam, vale a pena!

    Abraço,
    Pri.

    • Obrigado pela força Pri. É legal saber que voce se identifica com a nossa história, assim sabemos que estamos no caminho certo 🙂 Nosso plano sempre foi ficar por Longueil, mas estamos na dúvida em explorar também Laval, já que dizem que trabalho na minha área (química) é bom por lá. Estamos dependendo disso, quem sabe arrumar o primeiro emprego antes de decidir onde comprar.
      A integração deve ser mais fácil com os pais dos amigos das crianças. No Brasil fizemos muitos amigos assim também.
      Bem, seguimos em frente. Essa chuvinha de hoje vai nos fazer ficar em casa mesmo por hoje, já tomamos um banho pela manhã.
      Abraço !

  2. Que coisa boa deve ser essa sensação… continuo acompanhando e torcendo muito! Logo, logo, o que ainda está pendente se ajeita, você vai ver!

    Mas agora você me fez lembrar de uma coisa… será que meu aparelho de celular serve aí? Eu sou uma negação pra isso, só comprei um smartphone porque eu tava fazendo minha família pagar mais pra me mandar mensagem, já que o meu aparelho anterior nem acessava a internet hehehe. O meu acessa a internet pelo 3G, mas ainda não dei uma olhada para saber como é isso aí.

    Legal saber sobre o RBC, é mais uma opção pra eu considerar!

    Abraço!

    • Esperamos que sim Doug, assim que arrumar um trabalho tudo ficará mais “leve” kkk …
      O cara da loja testou meu aparelho brasileiro. Ele funcionou normal com o chip daqui. Eu usava no Brasil com a Claro, é um samsung Ace, daqueles smart mais simples. Se seu aparelho estiver desbloqueado, acho que funciona tranquilamente. Eu peguei o iphone já que pelo plano dava para pegar grátis 🙂
      Abraço !

  3. Que bom ler noticias de vcs! Que bom que já resolveram várias coisas, o que ainda não se ajeitou, já já se ajeita!
    As dicas irão ajudar muita gente. Continuem mandando notícias!

    Abraços!
    Femme

    • Olá Femme, obrigado pela visita ! As coisas vão se ajeitando, pouco a pouco. Cada passo é uma conquista 🙂
      Pode deixar que quando tivermos mais novidades, vamos divulgando.

      Abraço !

  4. ola!

    Vcs pretendem fazer francisaçao *e* trabalhar ao mesmo tempo?
    O francês sera fundamental! Sua profissao possui ordem profissional? Pois isso é a maior pedra no caminho, alguns processos levam anos (como os médicos e dentistas, 5 anos e +!). O começo é so gastança mesmo, eu nem pensava muito para nao desanimar (e isso pois consegui meu primeiro job com menos de 10 dias de QC) = se o francês estiver *nos trinques* e as contas apertando, essa é a hora de aceitar trabalhos a temps partiel, mesmo que em area nao relacionada.

    para transporte publico = apesar do serviço de bus e trem, é ainda na parte central de Montréal que o transporte é mais eficaz. Eu morei em île des soeurs (onde por acaso tem uma galera brasileira e eu nem sabia!) e o transporte era eficaz, mas bem lento, levava 1h para chegar até meu trabalho, as vezes 1h30! (e eu fugi de SP buscando fugir do trânsito!). Entao, caso pretendam mudar para Longueuil, analisem direitinho as possibilidades e o tempo de trajeto. O meu endereço mais *eficaz* em Montreal (em 7 anos eu morei em 6 lugares diferentes, quase uma cigana, incluindo 3 cidades) foi na rua Sherbrooke, perto dos metros Sherbrooke, Saint-Laurent e Berri = fazia tudo via transporte publico ou mesmo a pé, era o endereço mais pratico e central). Longueuil é a 5a cidade do Qc, nao é tao *pequena* assim!!

    Bonne chance!! 1 jour à la fois!

    • Oi gabi ! Obrigado pelas dicas … Estamos planejando que minha esposa faça a francisação parcial. Se der, estou pensando em tentar fazer também e tentar melhorar mais um pouco. Estamos aguardando o início das novas turmas agora em julho (mas ainda não temos garantia de vagas, estamos correndo atrás de alguns lugares).
      Algumas questões não eram planejadas, como deixar a bebe em garderie privada. Temos que desembolsar um valor grande para pagar em curto prazo e não temos garantia que o reembolso do governo será aprovado (pode ser que venha na declaração do imposto, vai depender da análise deles). Mas não dá “galho”, sempre fico tenso por causa do dinheiro, mas ainda tem algum dindin que deve vir do Brasil nesse mes de negócios que deixei para lá. Estou pensando em coisas a longo prazo, tipo, daqui a 6 meses gostaria de ter ao menos um survival job para não ficar queimando recursos agora.
      Estamos avaliando muito essa questão do bairro. Vamos ficar aqui até final de agosto, já está pago. E ainda bem que fizemos isso, pois está meio difícil achar algo bom e barato por aqui. Gostamos da escola e por isso não queríamos sair do quartier, mas o que será, será 🙂
      Ser cigano faz parte, kkk …

  5. Olá! Vou me mudar para Montreal no final de Julho, mas ainda não encontrei um lugar pra ficar. Vc poderia me passar o contato da Rejane? Outra coisa, vc tem um contato de algum gerente de área internacional no HSBC? Estou tendo bastante dificuldades com a minha gerente aqui da agência Trianon. (Não precisa aprovar este comentário, pode me responder via email: tatiana.tanizaki@gmail.com). Obrigada!

  6. Esse post de vocês me deu a certeza de não ir pra Montreal rsrsrs. Tirando todas as facilidades claro, mais é muito grande, se quiser morar bem o aluguel é bem caro, a francisacao é mais demorada, gardes é difícil ter vagas, enfim…A principio pensamos em ir pra Ville de Québec mesmo, sempre, desde o começo nos identificamos com ela rsrs. Esses post de vocês são ótimos. continuem plis. Abração.

    • kkk … Não quis passar essa impressão, Montréal é 10 !!! Aqui tem muita coisa legal para fazer, o tempo todo ! E as pessoas aqui sao ótimas !

      Acho que Ville de Québec oferece os mesmo serviços daqui, é uma boa opção. Independente da cidade, espero poder ver o post de voces sobre o 1° dia logo !!!

      Abraço.

  7. Na sua area, a probabilidade diz que na ilha de Montreal, as chances de ser contratado no Centre-ville sao bem pequenas. Bairros que contratam muito (qq, profissao e principalmente “quimicos”) sao os distritos industriais. Vide Ville St-Laurent e Anjou, por exemplo.
    Nao conheço um único parque industrial na ilha que tenha um transporte “super-supimpa”. Isso quer dizer que se vc. ja tinha animado com os preços dos carros, se for contratado para trabahar num lugar desses entao é quase certo que usara carro, ficando ou nao na ilha. A maioria esmagadora das pessoas que trabalham nesses distritos moram longe dele (“longe” nos padroes quebécos, claro). Geralmente mora a distâncias que de carro sao percorridas em 30 minutos.
    Isto posto, creio ser interessante avaliar tempos de trajeto para os parques industriais da ilha, fazer diferentes simulaçoes. Sugiro ainda que evite as idéais pré-concebidas que chegam fácil até você (especialmente aquelas do tipo “uma amigo da prima da colega do vizinho do cara que viu o urso…”): simular trajetos no google COM condiçoes trafego em diferentes horarios, alugar carro e checar tudo in loco sao algumas das coisas que podem valer a pena o esforço.

    Abraços e boa sorte nas buscas.

    • Lapins sempre com observações práticas e diretas 🙂 Obrigado pelas dicas. Estou considerando seriamente, por hora, em dar mais prioridade mesmo ao quartier e escolas para as crianças nesse período de adaptação. 30 minutos de distãncia do trabalho é um sonho de consumo quando comparado ao tempo que eu levava para ir trabalhar em SP (+- 2 horas para ir e +- 2 horas para voltar). Acredito que devemos ficar próximo ao centre-ville por enquanto, mesmo que eu tenha que adquirir um carro para trabalhar em Laval, Riv-Sud ou ao sul do centre-ville (por enquanto tem aparecido muitas oportunidades que acho que tem meu perfil para essas regiões). Mas sem saber, vamos escolher um lugar com transporte público bom até saber exatamente onde vamos ficar de maneira mais “definitiva”. Pensei no caso de mudar para Longueil e arrumar trabalho em Laval ou vice-versa, não quero ficar “viajando” tanto. Então, ficamos no meio termo !
      Obrigado mais uma vez pelo comentário super construtivo !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s