Pseudo Intelectuais Brasileiros

Tenho recebido postagens de alguns velhos amigos sobre um vídeo que caiu na rede de um bate papo de uma Sra. Chaui em uma universidade brasileira.

Como gosto muito de uma briga, acabei respondendo via facebook algo que já me incomodava faz tempo: por que os pseudo intelectuais de esquerda ou acadêmicos culpam a classe média por todos os males brasileiros ?

Esse é o link do vídeo:

http://www.conversaafiada.com.br/tv-afiada/2012/09/01/chaui-analisa-a-classe-media-paulista/

Essa foi minha resposta para minha colega via facebook:

Quanta besteira. Parei de ver quando ela citou que o “camarada” paulista perguntou onde ele ia estacionar sua mercedes … Desde quando a classe média paulista tem mercedes ?

Acho que eu seria fã dessa senhora em minha época de juventude socialista. Agora, amadurecido e com contas a pagar, percebo que essa ideologia caquética é uma realidade a parte do mundo real dos trabalhadores.

Dentro do meio acadêmico é muito bonito criticar a classe média paulista e os golpistas (como se a classe média fosse tomar o poder a qualquer momento). Mas todos esquecem que a classe média (paulista ou brasileira) são as verdadeiras forças que sustentam esse país nas costas. São trabalhadores, operários, fazendeiros, pequenos empresários, professores entre outros profissionais que permitem que os ricos sejam mais ricos e que os pobres recebam tanto dinheiro assistencialista através dos impostos que ela paga. Alguns se preocupam com os pobres, outros com os ricos.

Quem faz lei para incentivar a classe média a crescer ? Alguém pode me definir realmente quem é a classe média desse país ? Porque eu garanto que não são proprietários de mercedes, eles não moram no Morumbi e nem viajam para o exterior mais de uma vez por década.

Venham me dizer que tenho uma visão burguesa (apesar de não morar em São Paulo – capital), mas convivendo com esses heróis brasileiros que aguentam assaltos, corrupção, ladainha de partido comunista entre outros desaforos, ainda acordam segunda feira de manhã para trabalhar e levar o peso de milhões de brasileiros nas costas. Fica minha simples opinião: falar abobrinha para um bando de estudante alienado é tão útil para o país quando confundir a segmentação das camadas sociais brasileiras.

Geralmente esse pessoal de esquerda é meio extremista. É possível que eu tenha perdido mais uma amiga devido a minha sinceridade (misturada com sono e revolta). Mas não ligo muito. Espero logo estar em uma sociedade que seja um pouco mais justa. Então o pouco que posso fazer para tentar abrir a mente das pessoas é isso.

Meu conselho verdadeiro é: pensem por si próprios !

Anúncios

Educação – Um exemplo canadense de 10 anos

Li essa notícia hoje. Fantástica como uma pequena criança pode ser tão educada, ter tanta compaixão e atitude tão bonita.

Resumindo:

A equipe de corrida do Canadá (aquele que passa o bastão – 4 atletas) foi bronze nas Olimpíadas. Mas por uma decisão de um juiz, perderam a medalha porque ele falou que um dos atletas pisou em uma faixa fora dos limites da pista. Claro que ficaram muito tristes.
Então, esse menino de 10 anos, que acompanhou os corredores canadenses enviou a medalhe que ele ganhou em um torneio de futebol para o corredor com uma carta. Alguns colegas dele postaram isso no twitter e o caso ficou famoso.
10 anos de idade. Você já imaginou alguma crianças brasileira tendo esse tipo de atitude e compaixão ?
Segue a carta que ele escreveu em inglês (tradução livre abaixo) . O menino tem um bom conhecimento de história e orgulho de ser canadense (volto a atenção ao fato dele ter somente 10 anos).

“Dear Justyn, Gavin, Jarred and Oluseyi,

“I’m Elijah Porter. I’m ten and I live in Newfoundland, Canada. When I heard what happened on Aug. 11, I knew it was wrong. The rules were not right. But, at last, I realized how good you were.

“We’re Canadians. We persevere. We create better lives for each other. The cold didn’t stop us from living in the North. We didn’t lose the War of 1812. We adapt and survive. We earned our freedom.

“Someday if I become a biologist, or if I get rich, and, if I remember, I will donate money to the summer and winter Olympians. I hope you like the medal!”

Tradução (minhas palavras):

“Caro Justyn, Gavin, Jarred e Oluseyi,

Eu sou Elijah Porter. Eu tenho 10 anos e eu vivo em Newfoundland, Canada. Quando eu escutei o que aconteceu em 11 de Agosto, eu sabia que estava errado. As regras não estão certas. Mas, finalmente, eu percebi como vocês são bons.

Nos somos canadenses. Nos perseveramos. Nos criamos vidas melhores para cada um. O frio não pode nos para de viver no Norte. Nos não perdemos a Guerra de 1812. Nos nôs adaptamos e sobrevivemos. Nos ganhamos nossa liberdade.

Algum  dia eu me tornarei um biólogo, ou se eu ficar rico, se eu me lembrar, eu irei doar dinheiro para os jogos Olímpicos de Verão e de Inverno. Eu espero que vocês gostem da medalha! “

É isso. Espero a hora de ver meus filhos crescendo em uma sociedade assim.

Educação no Brasil

Eu estava escutando hoje a rádio CBN no carro enquanto dirigia para o trabalho.

Quando liguei, estava passando uma entrevista com a coordenadora do curso de Pedagogia da UNICAMP. Em um certo momento, a entrevistadora perguntou o motivo da escola pública brasileira ter uma qualidade tão inferior quanto as escolas privadas.

Como era de se esperar, a convidada sem saber o que explicar, deu uma resposta curiosa:

As escolas públicas tem menor qualidade devido a iniciativa privada, a classe alta e média que transfere seus filhos para as escolas privadas e assim diminui a qualidade da escola pública. Assim, aumentam a quantidade de alunos das escolas privadas e então a qualidade da escola pública diminui mais ainda.

Na hora eu pensei: Que enrolation ! Ela nem sabe do que está falando. Além das gaguejadas básicas, ela deu uma enrolada bruta.

Na mesma hora comecei a refletir sobre o significado da resposta dela. Dá para tirar algumas idéias absurdas do que ela quis dizer.

  1. Ela disse que o motivo das escolas públicas terem qualidade pior é porque os filhos da classe alta e média estão nas escolas privadas. Isso faz sentido ? Será que os filhos de pessoas mais abastadas são mais inteligentes e então a qualidade da escola pública diminui ?
  2. Ela culpou a elite brasileira de tirar seus filhos da escola pública e por isso a qualidade caiu ? Maldita elite brasileira.

Achei interessante o fato dela não ter respondido por que a qualidaed da escola pública é ruim. Ela somente culpou a classe alta e média brasileira.

Posso até forçar o entendimento dela querendo dizer que as pessoas ricas colocam seus filhos na escola privada e então os investimentos em escolas públicas diminui.  Até faria sentido. Mas no final, me pareceu papo de militante de partido de esquerda culpando a burguesia.

Eu tenho opiniões diferentes. Acredito que a qualidade da escola pública é ruim devido a alguns fatores, dentre eles podemos dizer:

  1. Baixo salário dos professores. O bom profissional, por mais que goste de dar aulas, vai procurar um trabalho que seja suficiente para sustentar sua família.
  2. Falta de investimento do poder público. Isso reflete salários baixos, escolas caquéticas e caindo aos pedaços.
  3. Teorias de educação precárias. Hoje a culpa nunca é do aluno. Nossos teóricos de educação super ultra mega espertos (…) inventam teoremas de como dar aulas, meios esquemas educacionais que não são aplicáveis e que tiram a responsabilidade de quem deve ter: os pais educam (não a escola) e os filhos estudam.
  4. A corrupção e o estilo de vida brasileiro. Livros didáticos governamentais ultrapassados e a falta de distribuição de renda.

Esses são alguns motivos que posso pensar agora. Mas tenho certeza que outros dois motivos são realmente importantes:

A falta de educação do povo faz com que ele eleja novamente os mesmos políticos corruptos que não investem em educação. E a falta de educação faz com que eles elejam os mesmos políticos corruptos. É um ciclo vicioso.

E por fim, tenho certeza que coordenadores alienados militantes que não são objetivos o suficiente para responder uma pergunta diretamente afetam diretamente a formação dos professores, que sem dinheiro não conseguem ter formação complementar e ajudar na melhoria do próprio sistema.

Na minha opinião, em um país, o profissional que deveria ter o maior salário de todos é o professor. Pois sem ele, nenhuma outra profissão (técnica, diga-se de passagem) sequer existiria. Mas essa é só uma simples opinião de alguém que tem filho na escola privada porque a qualidade da escola pública é realmente muito ruim.