2 anos de Canada !!!

Passou rápido. Muito rápido mesmo. Ontem completamos 2 anos em Montreal, 2 anos de vida nova. Como de praxe nos blogs de imigração, vamos a um pequeno resumo das questões importantes em nossa vida !!!

Adaptação:

Nossa pequena, que chegou com 4 anos e agora esta com 6, esta totalmente adaptada a vida nova. Fala francês, começou a ler em francês (e identifica palavras em português), tem varias amiguinhas e vida social bem movimentada. Nesse ano ela mudara do maternal para o primeiro ano. Apesar de ser na mesma escola, é uma grande mudança. Pelo que tenho visto, quanto menor as crianças que chegam, melhor sera a adaptação a vida nova. Recentemente ela começou a falar sobre a saudade dos avós. Disse que queria neve (estamos no verão) para patinar de novo. Falei para ela ter paciência e aproveitar o calor 🙂

Nosso grandão esta bem adaptado. Nesse ano ele ira para a classe regular no 2 secundário. Grande mudança. Ele não pensa em retornar ao Brasil e esta satisfeito com a vida aqui. Fala francês, escreve e tem vários amigos. Vai a escola sozinho de ônibus, volta sozinho, vai para o parque no final de semana com os amigos e já tem uma namoradinha. Vida normal e com uma liberdade incomparável para sair na rua.

O casal, bem, nos estamos tranquilos. A adaptação foi boa e começamos a criar um pequeno circulo de amizade, ainda pequeno, mas que se forma lentamente.

Trabalho:

Tive uma grande melhoria no ambiente de trabalho apos o primeiro ano. O salario agora é bem melhor, o que indica que a palestra que assisti estava certa: ao menos 2 anos para alcançar um certo grau de reconhecimento profissional por aqui, 6 anos previsto para plenitude igual havíamos no pais de origem. Ainda chegarei la ! Algumas portas se abrem, possibilidades podem ser vistas mais a frente. Mas agora, faço tudo com mais calma e analiso as opções. Ja estamos na contagem regressiva para a cidadania, o que pode abrir algumas portas no meu campo profissional que hoje não posso aplicar.

Vida:

A vida é tranquila. As vezes comentamos que as coisas aqui não são tao diferentes do Brasil: a rotina trabalho, escola, crianças, mercado, dia a dia, é tudo igual. A diferença obvia é o senso de segurança e a visão de que as coisas funcionam aqui.

Clima:

O calor chegou agora e também não é fácil !!! O inverno não nos incomoda. Durante o ultimo mês de frio já estávamos um pouco cansados do frio, mas a vida nao muda tanto e nem é tao difícil como falam. Tudo é aquecido, todos os lugares tem infraestrutura de inverno. Esteja bem agasalhado que o inverno passa tranquilo. Detalhe para os dias que fica aquela camada de gelo no para-brisa do carro, isso eu detesto. É chato limpar e as ruas ficam escorregadias (a famosa freezing rain). Fora isso, tudo bem.

Saudades:

Estamos um pouco saudosos da família. Ja faz algum tempo que não recebemos visita e infelizmente ainda não temos tempo disponível para uma viagem ao Brasil. Consideramos que viajar uma semana para o Brasil (tempo que todos temos livre em comum) seria muito caro e não valeria a pena pois a família é bem dispersada pelo pais. Vamos aguardar mais um pouco já que sabemos que receberemos visita no fim do ano.

 

_______________________________________

Apos nossa reunião familiar em um restaurante para comemorar os 2 anos, fizemos a votação anual se devemos ficar ou retornar: por hora, nossa decisão é ficar !!!

Abraços a todos e que seus projetos se tornem realidade !!! Nao desistam porque vale a pena !

Anúncios

Montgolfières (vulgo festival dos Baloes)

No final de semana foi nossa vez de conhecer o festival Montgolfières. Recebemos um convite de um casal de amigos brasileiros que tem uma filha da mesma idade que a nossa para irmos juntos ao festival.

O dia que parecia fresquinho e chuvoso se transformou de repente em um dia de sol e muito calor. Ufa … Apesar da demora da saida dos baloes, que aguardavam condiçoes climaticas favoraveis, o dia foi muito legal e divertido.

O festival dura até o final desse semana, mas se repete todo ano, quem nao esta ainda aqui podera visitar e se divertir. Tem ate alguns balonistas (ou seria baloeiros ?) brasileiros !!!

Segue algumas fotos e o link do festival !!!

https://www.montgolfieres.com/ 

Abraços !

048 006 049

Muito calor !!! Passeio na praia de Oka !

Essa semana esta sendo um periodo muito quente. Aproveitei que ontem foi aniversario da Poussin-Mère e tirei um dia de folga (vantagens do sistema de banco de horas da empresa onde trabalho).

Antes deixem-me fazer uma nota: o teclado que eu trouxe do Brasil quebrou e eu comprei um teclado fracês. Vocês vao poder notar que o meu texto estara sem acentos graves e sem ~. Sei que existem atalhos no Windows, mas tenho preguiça de ficar digitando toda hora.

Para comemorar o aniversario e o dia de calor, escolhemos por passar a journée em uma praia. Depois de dar uma «rapida» pesquisada escolhemos a praia de Oka. Uma viagem rapida de 40 minutos no parque da cidade que tem o mesmo nome e chegamos la. Foi bem divertido e aproveitamos todo o dia.

La encontramos um local bem organizado, muitas mesas de piquenique, uma area de camping gigante e uma boa estrutura de suporte (parque para crianças, banheiros, duchas, vestiario e etc.).

Valeu a pena conhecer o local e aproveitar o dia. A praia nao é exatamente igual a praia de mar, a areia é diferente, mas nada que atrapalhasse a diversao. Valeu pela estrutura.

Detalhe: para entrar tem que pagar uma pequena taxa de acordo com a idade e mais uma taxa pelo carro. Para nos, o valor ficou em 26$, relativamente barato para aproveitar a estrutura do parque.

Aproveitamos também para conhecer a cidade d’Oka apos a praia. Lindinha e agradavel, morariamos la com certeza 🙂 !!!

Segue o link do parque e algumas fotinhas ! Bom dia a todos !

http://www.sepaq.com/pq/oka/ 

Plage d'Oka Blue Sky Travessia do rio Igrejinha central Prefeitura

Casinha local

1 ano de Canadá !!!

Caros colegas de viagem, hoje faz um ano que deixamos o Brasil e viemos para o Canadá. Muita coisa aconteceu nesse período, felizes e tristes.

Nossa adaptação tem sido muito boa. As crianças são as que estão se saindo melhor, já falam um bom frances e já possuem vários amigos.

Nossa rotina do dia a dia também já está bem definida. O trabalho é as vezes tranquilo, as vezes duro, mas nada que assuste alguém que já trabalhou firme no Brasil 🙂 .

O governo tem feito sua parte, oferece cursos, auxílios para as crianças, garderie e em termos gerais uma boa qualidade de vida.

Muito do que vemos nas palestras não é verdade. Apesar da abundancia de vagas de trabalho, a maioria delas é inatingível para os recém chegados. Mas nada que assuste pois tendo em mente que sabemos que neste projeto de imigração um dos pontos é recomeçar, sabemos que isso é só uma etapa.

A cidade de Montréal é ótima, amamos muito. Desde a arquitetura e do povo bilingue, trilingue e afins, as coisas funcionam bem. Apesar de aparentar algumas mazelas sociais e de muitos encargos (para todo o Québec), podemos ver os sinais do que é realmente justiça social. Claro que não é perfeito, mas sabemos que isso não existe !

Os colegas de imigração já aparecem muito. Fizemos amizades, na maior parte com brasileiros, mas também temos amigos de outras nacionalidades, inclusive “locais”.

Nosso projeto caminha como planejado, as vezes com altos e baixos, mas sempre com certeza que fizemos uma boa escolha e que essa é uma experiencia única na vida e que as crianças se beneficiarão muito no futuro.

Claro que a parte triste é a distancia da família. Depois da última visita que recebemos isso se acentuou um pouco pois as crianças crescem rápido e notamos que não teremos todos juntos para sempre e que cada momento que passamos é algo que não pode ser simplesmente compartilhado por fotos ou facebook. Mas o saldo final é positivo pois com Skype e todas as outras tecnologias mantemos contato constante, o que diminui essa ausencia parcialmente.

O inverno não foi tão assustador como esperávamos, tinhamos em mente algo muito pior. O finalzinho foi duro e o sol realmente faz falta. Mas entramos agora em uma época na qual a cidade parece borbulhar e isso empolga qualquer um. Agora entendemos o valor de tomar um solzinho no parquinho todos os dias e aproveitamos os eventos e o calor.

Ceder um passo atrás para ganhar dois para frente nunca foi tão verdadeiro. Para os que tem em mente o projeto de imigrar, mantenham isso em mente. Funciona e aqui dá certo.

Fico feliz em ler as notícias dos projetos de imigração que estão caminhando. Parece que as coisas vão mudar e ficará mais difícil imigrar, na questão de obter os documentos. Por outro lado, fico cada dia mais estarrecido com as notícias que leio do Brasil e como a coisa parece piorar um pouquinho a cada dia, em termos de violencia, corrupção e falta de amor ao próximo.

Andei esquecido do blog, mas não foi por um motivo ruim. Nossa vida vai caminhando e apesar de termos diminuido o ritmo, ainda somos acelerados. Falta mais tranquilidade para ficarmos mais parecidos com todos por aqui 😀 …

Para todos que nos acompanham, saibam que vale a pena e que apesar dos sacrifícios feitos, a oportunidade é única e eu recomendo a todos que se dediquem e não tenham medo (como se fosse possível, não é ?).

Obrigado a todos. Vou tentar não ficar tanto tempo longe do blog, é um companheiro de viagem e meu pequeno diário (kkk).

Festa da Tulipas

Festa da Tulipas – Ottawa mai/2015

7 meses de Canada e a primeira visita do Brasil !

Completamos 7 meses e alguns dias. O tempo aqui parece estar passando incrivelmente rápido. Talvez seja a percepção dos dias curtos com o sol se pondo 16:20 ou talvez seja por estarmos bem ocupados dia a dia.

No natal e ano novo recebemos nossa primeira visita: meus pais e meu sobrinho. Passaram um mes aqui conosco e foi muito legal poder apresentar a casa, a cidade e a segurança de estar por aqui. Infelizmente eles foram embora e sentimos um pouco a questão da falta da família, mas sabemos que isso faz parte.

Aos pouquinhos nos acostumamos com tudo. Fomos deslizar na neve, compramos patins e estamos nos integrando a rotina do inverno. Fazemos atividades lá fora, mas sempre em curtos períodos de tempo kkkk ….

Alguns problemas familiares com meus cunhados nos deixaram preocupados por aqui, mas infelizmente não podemos fazer nada a distancia. Alias, acredito que nem estando lá daria para fazer alguma diferença efetiva. Mas isso acaba abalando um pouco por não podermos dar suporte para eles já que somos considerados os “responsáveis” da família kkkk …

Enfrentamos nosso primeiro verglas e não gostei kkkk. Ficou tudo congelado, o carro deslizando na vaga, muito frio. Mas foram 2 dias rápidos e a cidade tem um sistema de déneigement eficaz, então está tudo melhor. A neve é tranquila de conviver, mas o gelo, ha, esse é meio chato.

Bem, por hora é isso. Espero que logo tenhamos (existe essa palavra ?)  mais novidades, no momento deixo algumas fotinhas dessa aventura até agora.

No zoo de Granby !!!

No zoo de Granby !!!

Mon fils, ma mère, mon père et mon neveu.

Mon fils, ma mère, mon père et mon neveu.

Galhos no Parc Jarry congelados !

Galhos no Parc Jarry congelados !

Eu e a pequena após descer de sled.

Eu e a pequena após descer de sled.

Mont-Royal e os esquilos !!!

Mont-Royal e os esquilos !!!

A Neve Chegou !!!

Sim, hoje acordamos com um tapetinho branco pelas ruas … Aproveitamos o dia e saímos para brincar na neve, claro, como bons imigrantes e marinheiros de primeira viagem no inverno canadense.

A tarde a neve derreteu em quase todos os locais, mas agora a noite voltou a nevar, mas não muito forte.

Segue algumas fotinhas !!!

016

021 035

057058

17 dias de Canada !!!

Completamos 17 dias aqui. As vezes parece mais, as vezes parece menos.

Já estamos ambientados com a cidade e conhecemos o sistema de transporte bem melhor, já dá até para sair sem o mapinha do metro. Mas muitas partes da cidade continuam sem ser visitadas.

Nessa semana meu pai está finalizando a negociação do aluguel do nosso ape no Brasil. Já que não vende, vamos deixar alugando durante um tempo. Isso servirá também de tempo para podermos decidir em qual quartier vamos morar. Está um pouco difícil decidir, principalmente pela opção das escolas das crianças. Precisamos da disponibilidade de um pre-maternal (4 ans) e do secondaire (12 ans). Meu filho só cursará o secondaire ano que vem, esse ano a Comissão Escolar vai deixar ele no último ano do primaire na classe de francisação. Acho que será bom para ele desenvolver a língua e se adaptar a nova escola.

O aluguel nesse período está difícil, já que vamos ficar nesse imóvel até o final de agosto, já que foi uma locação temporária. Acredito que vamos ficar pela ilha mesmo, apesar da vontade de se afastar do centro e pegar algo maior por um preço menor. Mas a escola das escolas pesam, fora a facilidade do sistema de transporte da STM em Montréal.

Hoje aproveitamos o sol (na realidade, meio nublado) e fomos até o Parc du Mont-Royal. Muito bonito, muitos turistas e pouco tempo para visitar tudo. O parque é enorme !!!

Por hora não temos outras novidades, mas continuo encaminhando alguns currículos. No rendez-vous (que na realidade foi uma palestra para o grupo) do MICC marcaram um outro rendez-vous, só que dessa vez tete à tete. Será um aconselhamento sobre empregabilidade, será legal. Já passei em um centro d’emploi e peguei a ficha para me inscrever. Lá eles também dão as dicas sobre como se candidatar, adequar o currículo e etc..

Hoje ocorreram várias festividades pela fete Nacionale du Québec, que está chegando. Estranhamente aqui no bairro, no Parc Villeray haviam muitos arábes e o show estava rolando em arábe. Curioso para uma cidade que fervorosamente defende a proteção da língua francesa. No parque, me senti mais no oriente médio do que no Canada 🙂

Segue fotinha do Parc du Mont-Royal neste bonito dia !

022 033

1 semana de Canada !!!

Completamos nossa primeira semana aqui. Hoje foi um dia diferente, encontramos alguns brasileiros no Acajou para assistir ao jogo do Brasil. Fomos convidados pela Rejane, uma brasileira que mora aqui em Montréal e auxilia novos imigrantes no translado do aeroporto ou para achar uma casa temporária.

Durante essa semana, conhecemos e vimos muitas coisas. Fomos até a universidade McGill para visitar o museu (meu filho pode finalmente ver um esqueleto de dinossauro de verdade).

014

Conseguimos obter o NAS (muito fácil) e demos entrada no Assurance Maladie, que precisou mais uma visita a Règie (porque nosso bail estava com um erro).

Consegui fazer o cartão do HSBC funcionar. Nos caixas eletronicos ele funcionava, não funcionava para débito. Bastou ir no banco, reinicializar a senha e alterar no caixa. Agora ele está funcionando. Em compensação, não consegui incluir o NAS na conta porque precisava marcar um rendezvous, mas para isso eu precisava de um telefone (que ainda não tínhamos). Precisarei voltar lá.

Por outro lado, abrimos a conta no RBC para a poussin-Mère e foi muito fácil. Saímos de lá com um cartão temporário enquanto o outro não chega. Ela conseguiu um cartão de crédito com um bom limite, mesmo sem histórico. O atendimento foi muito bom.

Conhecemos o Biodome, muito bacana, pagando a entrada com desconto para residentes do Quebéc. Mesmo assim, descobrimos que alguns locais são um pouco caros para se visitar quando pensamos em economizar.

023

Vimos pela primeira vez um pedestre ser multado ao atravessar fora da faixa. E nem foi no centro da cidade, foi aqui perto mesmo. Ele correu pela rua para pegar o onibus e escutamos um apito. Era uma guarda de bicicleta e pegou o camarada em flagrante. Não teve jeito. O interessante é que o onibus continuou parado, talvez esperando por ele. Não conferi porque fomos embora.

Nesta semana também inscrevemos nossa pequena na garderie. Fiquei preocupado e acabamos conversando com uma privé, muito bonitinha. 35 dolares por dia é bem pesado no orçamento, mas pedirei adiantamento o reelbolso do governo. Apesar do processo parecer simples e ser feito online, ainda terei que enviar alguns documentos pelo correio e possivelmente passarei em um centro para validar alguns deles.

Por outro lado, a ajuda do governo federal é um pouco mais complexa, apesar do valor ser bem menor. Não dá para fazer online porque nunca declaramos imposto antes aqui, então será tudo via correios. A ajuda de custo da provincía é mais fácil, mas também precisará de envios pelos correios dos documentos complementares.

Achamos um centro próximo para fazer a francisação, mas perdemos a data de inscrição que era 12/06. Teremos que esperar a próxima inscrição na semana que vem. Tudo isso porque resolvi esperar para dar entrada em tudo após o rendezvous com o MICC. O problema foi que nos deram um endereço do centro errado e quando chegamos lá, nos enviaram para outro local. Chegamos 22 minutos atrasados e não pudemos ter o rendezvous porque o máximo de atraso é 20 minutos, independente do problema ter sido causado por eles. Marcaram um novo rendezvous na próxima semana …

Achamos alguns supermercados, mas até agora consideramos que o custo de vida na região é caro. Talvez sejam os gastos em dolares quando o dinheiro oriundo é em reais.

Difícil está em arrumar um imóvel próximo ao nosso atual. Esse é temporário até o final de setembro, mas não tem nada no mesmo tamanho e qualidade próximos, é tudo pequeno e caro. Estou considerando realmente seguir o nosso plano original que é morar em Longueil, pela região de Monteregie. A ilha é legal, mas obtendo todos os documentos por aqui, não precisaremos mais ficar e podemos voltar ao Plano A que era morar em locais menores para poder nos integrarmos mais facilmente. A facilidade de adquirir um automóvel é muito simples, mesmo assim estamos aproveitando o transporte público e não sabemos como ele é nas regiões mais afastadas da ilha.

Por falar em transporte público, fizemos a carteirinha do meu filho para ele pagar metade do valor do transporte. Simples, a carteirinha saiu na hora (pagamos 6 dolares por ela). Fizemos as cartas Opus para todos nós (exceção da pequena que é isenta de cobrança) e compramos o passe para o mes todo.

Fiz um plano de celular na FIDO. Muito fácil, só trazer um cartão internacional do Brasil (o meu estava cancelado, mas nem falei nada, mostrei o plástico). O cara coloca no sistema e libera na hora. Comparando com o valor do Brasil, parece ser caro, mas ao menos as ligações são ilimitadas por todo o Canadá e posso acessar 1GB por mes sem me preocupar com cobranças. Fica a dica, telefone aqui é essencial. Parece que tudo que vamos fazer, pedem um número e é importante. E acabei pegando um Iphone 4s sem custo para o plano, que ficou 50 CAN por mes.

As crianças sentem saudades dos avos, mas resolvemos isso parcialmente conversando pelo skype. Dá para se ver e falar, então isso alivia para todos nós.

Veremos o que a próxima semana nos reserva. Ainda temos que ir na comissão escolar ver a situação do nosso grandão e tentar matricular ele no accueil.

Vou acabar comprando uma impressoa para fazer os documentos em casa. Fica mais fácil e me sentirei mais confortável. Vi impressoras da HP por 24 CAN, mas achei uma Epson wireless interessante na BestBuy por 70 CAN, acho que vou ficar com ela.

Tenho alguns recebimentos para cair no Brasil, ainda estou na expectativa que tudo corra bem. Além disso, vender nosso imóvel parece ser complicado nesse período de Copa. Tudo bem, tudo isso estava previsto.

Alguns momentos tenho medo e receio, enquanto em outros sinto a realizaçãode ter conseguido chegar até aqui. Sei que tudo isso faz parte do próprio processo de adaptação.

No geral, estamos muito felizes em estar aqui. As vezes penso se fizemos a coisa certa, mas a resposta é óbiva: fizemos sim.

A sensação de ficar sem trabalhar é o que deixa mais preocupado. Dinheiro saindo e nenhum entrando. Nunca pensei que diria isso, mas acho que preciso mesmo me ocupar e ficar tanto tempo sem trabalhar atrapalha. “Ser humano é gado”, kkk …

No aspecto de trabalho, nenhuma entrevista até agora. Tudo bem, é só uma semana. Agora com telefone conseguirei fazer contatos diretos e acho que isso pode facilitar.

O tempo que estava quente e ensolarado virou hoje para uma chuva e vento gelado. Nada que seja muito ruim, apenas molhado. Cheguei a escutar de brasileiros que é melhor tempo de neve do que essa chuvinha “molhada”.

Pois bem, essa é a nossa nova vida até agora. Tudo está bem, estamos bem. Muita coisa acontecendo, muitas transições. A vida é espetacular para ficar em uma redoma de segurança e rotina. Mas que dá medo sair dela, puxa, dá sim.

Abração a todos !!!

2° dia ! NAS e Assurance Maladie – Montreal multicultural

Foi um dia agitado. Fizemos o grande percurso de obtenção dos documentos.

Os processos aqui são bem fáceis. O atendimento do NAS foi muito rápido. Saimos com as 4 folhas com o NAS impresso (nosso e das crianças).

Fomos em um CLSC para ver informações da Carte Soleil (dica de um funcionário do Services Canada) que era bem pertinho, mas acho que ele não estava muito “a fim” e optamos por ir ao plano original de ir na Régie diretamente. Opção acertada, atendimento rápido (muitos imigrantes por lá) e demos entrada na Assurance Maladie. Um preenchimento errado feito pelo landlord do nosso bail acabou fazendo com que ele fosse rejeitado. Teremos que apresentar um novo em até 45 dias ou enviar por fax. Falarei com ele amanhã sobre isso.

Amanhã também é o dia que ligarei na Copa para ver se a bagagem chegou (ou se ela sumiu de vez). Iremos também ao HSBC da McGill conversar e levar o NAS.

Montreal é realmente impressionante. A cada esquina, escutamos diversas linguas diferentes. Tem todo tipo de imigrante e aparentemente a maioria das pessoas não se importa, todos são bem naturais (mas cada um na sua). Hoje conheci um portugues que mora no condo ao nosso lado.

Interessante que o pessoal acaba abrindo um sorriso quando sabe que somos brasileiros. Não sei se é por educação ou se eles realmente acham isso “Super”.

O sistema de metro e onibus é extremamente eficiente. Apesar de ter alguns horários de pico, não esperamos mais que 5 minutos pelo metro e pelo o onibus nessa jornada. Tudo inteiro, limpinho e tranquilo. Usamos uma carta l’occasionnelle que permite 1 dia de uso de metro ou onibus sem tarifa adicional por 10 CAN. Nossa pequena não paga por ter menos de 6 anos.

Conseguimos marcar também o rendez-vous no MICC. Bem fácil, por telefone mesmo.

Vamos combinar com o casal do Ca e Ca para assistir o jogo do Brasil dia 12 em algum lugar. Será divertido ve-los e termos esse momento brasileiro juntos 😀

Acho que meu teclado está aderindo a era multilinguistica. Alguns acentos pararam de funcionar, estou escrevendo sem tonicos kkkk …

Bom, por hora é isso. Todas as informações principais são dadas no landing, então por hora é só seguir as instruções e fazer o nosso planejamento sair do papel. Afinal, temos esse monte de lista to-do para seguir, não é ?

Abraços a todos !

047