Novo emprego !!! A escalada …

Bem colegas de imigração, nunca mudei tanto de emprego em tão pouco tempo. É meio bizarro.

Meu primeiro emprego no Canada foi trabalhando em uma cidade mais distante, lavando equipamentos de uma indústria de frangos. Contratado pela fábrica, trabalho sindicalizado, quart de nuit (10h à 7h). Salário um pouco maior que o mínimo, transporte pela própria empresa (saindo da estação de metro). Consegui o trabalho por uma agencia. Fiquei um mes trabalhando lá, até conseguir meu segundo emprego.

Meu segundo emprego foi em uma fábrica de bebidas. Comecei trabalhando nas linhas de produção, colocando as garrafas da linha em caixas, ajudando a montar os pallets e abastecendo as linhas com garrafas. Trabalhei como terceirizado com uma promessa da agencia que apos 6 meses seria contratado (salário maior e benefícios). Descobri que na realidade, muita gente tinha mais de 6 meses e pouca expectativa de ser contratado. Aparentemente a chamada do salário maior apos 6 meses era para captar mais gente. Mas o trabalho era tranquilo, a noite (15h até 23h15). Salário um pouco maior que o minimo, ambiente mais tranquilo, mas que exigiu um pouco mais de resistencia e força física. Estava há 2 meses aqui.

Nessa sexta pedi demissão pois consegui encontrar meu terceiro trabalho. Finalmente em meu domínio, uma vaga mais simples em laboratório ! Um alivio poder retornar a um local que conheço e dominio. Salário maior, beneficios e um ambiente com vários equipamentos legais que tenho certeza que será divertido de trabalhar. Começo segunda e espero ficar nesse bastante tempo, ou quem sabe, até encontrar “o” emprego definitivo.

Curiosamente, fui muito saudado pelos colegas de trabalho por ter conseguido tal emprego. Não sei se ficaram felizes por eu ter saído e a disputa interna diminuido ou se realmente ficaram felizes com minha evolução profissional. Prefiro acreditar na segunda opção.

Algumas lições ficaram sobre as relações de trabalho, como as empresas funcionam (uma muito diferente da outra) e como tudo aqui pode ser extremamente organizado ao caos total. Esse trabalho novo não foi por agencia, mas diretamente com a empresa. Um passo claro de melhoria de perfil do meu CV, talvez, e principalmente reflexo da minha inscrição na Ordem dos Quimicos. Esse com certeza foi meu diferencial na disputa pela vaga (além da experiencia de 10 anos em laboratório, é claro).

Apesar de me sentir estranho por mudar tanto de trabalho (afinal, temos a cultura de trabalhar por anos no mesmo lugar – talvez coisa da minha geração), aqui os quebécos realmente me deram parabéns e acham isso tudo super normal (trocar de emprego a todo tempo). Alias, o turn-over das empresas é assustadoramente grande, nunca havia visto algo assim. Por semana, ao menos 2 pessoas novas começam o trabalho, enquanto outras tantas se demitem. Boa parte das pessoas que chegam são imigrantes.

No meu primeiro emprego 99% das pessoas eram imigrantes. No segundo, posso dizer que uns 70% são imigrantes. Nessa terceira, aparentemente quase todo mundo também é imigrante. Escutei alguns comentários negativos de quebécos sobre imigrantes roubando vagas de quem quer trabalhar e que a causa da baixa dos salários é que os imigrantes aceitam qualquer coisa. Mas ao mesmo tempo, os mesmos que escutei criticar esse sistema estavam impressionado pelo fato de eu ser tão qualificado e não conseguir emprego na minha área, chegando a mostrar estarem realmente abismados com a situação. Entendi que talvez eles critiquem muito os imigrantes não qualificados que chegam para qualquer coisa e distorcem o mercado de trabalho, mas não sou especialista nisso e não sei dizer o quanto disso é verdade ou não.

Bem, queria compartilhar a todos essa novidade e seguimos em frente, cada dia melhorando um pouco mais. Espero que eu possa ficar mais tempo agora nesse trabalho e sossegar um pouco, essas mudanças são de certa forma desagradáveis e acabei perdendo alguns bons colegas, mas sei que foi por um bom motivo 🙂

Estou mais aliviado e sei que o futuro nos reserva boas coisas !!!

Anúncios

Agora sou membro da minha Ordem !!!

Meu processo de avaliação da Ordre des Chimistes du Québec terminou.

Meu diploma e minha experiencia profissional foram avaliados e fui aceito como membro de pleno direito. Já paguei as taxas e recebi os documentos.

Felizmente, uma conquista. Agora já posso procurar algumas vagas com o título de Químico.

Mas o processo ainda não acabou. Como meu diploma é estrangeiro, segundo as leis do Québec, tenho que fazer um teste de frances para demonstrar minha capacidade de atuar profissionalmente.

Então, no momento sou membro temporário com validade até o próximo ano (renovável por 3 vezes) até fazer o teste, quando passarei a ser membro permanente. Não há diferença nas permissões de trabalho.

Tudo foi relativamente rápido, o processo levou cerca de 40 dias.

Bem, é isso. Aos poucos vamos caminhando, um passo de cada vez.

Tirando Visto Americano – Parte II (Final)

Complementando o post anterior. Hoje fomos no consulado para a segunda parte do processo de obtenção do visto. Hoje era a entrevista.

Teoricamente eu era isento da entrevista (por ter um visto expirado há menos de 48 meses). As crianças também eram isentas (menores de 16 anos). Somente a poussin-mère não era isenta e como fiz o processo em família, eu e poussin-mère fomos lá.

Fomos atendidos bem rapidamente, um pouco antes do horário do agendamento. Combinamos de ser o mais sincero possível na hora das perguntas.

No momento da entrevista ele questionou apenas sobre o visto canadense. O que vamos fazer, quanto tempo vamos ficar, qual cidade …

Pronto. Foi isso.

Acho que faz sentido, afinal o processo canadense já é metódico e difícil. No fundo deu tudo certo. Vamos esperar a data para ir buscar o passaporte.

Para quem vai viajar, acho que não há problema. Aparentemente o visto canadense ajuda, mas seja sincero nas respostas !

Químicos em Extinção ?

Curioso … Será que química é uma profissão em extinção no futuro ?

Cadê vez que pesquiso imigração em geral, vejo que todos os países tem demanda por profissionais formados em Química. É certamente duvidoso o que isso quer dizer, mas posso entender o motivo. Os jovens de hoje em dia não querem estudar qualquer coisa, quanto mais uma disciplina que é considerada chata e envolve todas as outras que, geralmente, eles também não gostam (como a matemática e a física.)

Canadá, Nova Zelândia, Austrália, Bélgica, Irlanda e afins oferecem pontuação extra para profissionais formados em Química pura … É claro que o processo de imigração não é tão fácil e na maioria dos casos, além da formação é necessária uma oferta de trabalho. Mas convenhamos que já é metade do caminho, já que outras profissões mais comuns nem com oferta de trabalho podem emigrar.

A química é bela. Basta saber apreciar e descobrir do que gostar. Ela é muito vasta e permite que nossa imaginação, fé, racionalidade, lógica e muita sorte estejam trabalhando em conjuntos. E apesar de ser uma ciência exata, ela não é exatamente exata. Afinal, se fosse uma ciência exata não teríamos que aprender a calcular o rendimento de reações pois todas seriam 100% efetivas. E isso tomando esse aspecto como exemplo. Quantas vezes em um laboratório se espera obter um resultado específico mais a realidade nos leva por outro caminho (que muitas vezes parece ser ilógico antes de acontecer, quando passa a ser totalmente lógico).

Sabemos que esse tipo de profissional é essencial para o desenvolvimento da sociedade moderna. Apesar da quantidade de “profissionais” aumentar, a taxa da profissão entre a população diminui e os verdadeiros profissionais na realidade são poucos.

Também, faltam oportunidades … Apesar da demanda, faltam oportunidades para continuar os estudos, para trabalhar na área de verdade e para poder continuar pensando. Pelo menos no Brasil é assim.

Quem conhece o futuro, não é ? Só sei que felizes são aqueles que amam o que fazem. Apesar dessa afirmação também não ter 100% de rendimento …

Derp na Química