Faltam 64 dias …

Enquanto resolvemos as coisas vagarosamente, os dias passam … Mas as malas já estão disponíveis para serem arrumadas ! Ao menos minhas coisas já estão sendo alojadas enquanto uso dentro delas !!!

019

Nossa filha foi “expulsa” do quarto dela (que agora virou o “canto da viagem”) e foi dormir com o irmão que perdeu seu quarto exclusivo. Pelo menos a Mère-Poussin fez um “acampamento”: tem tenda e tudo para que eles se ambientem e se acostumem a ficar mais próximos, já que logo essa será a realidade. E já que as camas já foram vendidas, vamos todos para o colchão !

006

kkk… É até divertido ! E vejam que apesar de dois colchões, um está desocupado … E o outro … Sendo divididos por duas cabecinhas kkkk …

Ah ! Contagem regressiva … Olha o friozinho na barriga e as expectativas !

Anúncios

“Decision Made”

Hoje nosso e-cas atualizou para “Decision Made”.

Vi no fórum Brasil-Québec que pelos menos outros 2 casais também foram atualizados hoje !

Liguei no consulado e falei com a Adriana. Expliquei que mudou hoje e que não recebi o e-mail, ela recomendou a passar lá a partir de quarta para retirar os passaportes. Mas se eu receber o e-mail hoje, já posso passar amanhã.

Esperamos que o Decision Made não venha com surpresas 🙂

E agora é isso. Estamos quase lá. Falta um “tiquim”.

Enquanto o visto não vem …

Somos pessoas ansiosas. Muito ansiosas !

Havíamos combinado de não fazer certas coisas enquanto o visto não chegasse “em mãos”. Mas não teve jeito.

Já vendemos várias coisas em casa. Mesa, armário, máquina de lavar, brinquedos e afins. Todo o dinheiro está indo para a “Conta do Canada”. Decidimos adiantar esses passos para poder ter mais tempo no futuro.

Abri uma conta no HSBC, coisa que eu não queria fazer. Mas pelo tanto que pesquisei, vai ser a maneira mais fácil de enviar e receber dinheiro entre os países. Infelizmente serei Advance e não terei o histórico de crédito e nem as taxas diferenciadas, mas pelo menos não preciso me preocupar muito com transferências internacionais. Pois isso é um saco.

No trabalho, já conversei com a diretoria. Eu tinha um plano de viajar no início de abril, mas fizeram uma boa proposta de me demitir e pagar os direitos se eu ficar até o final de maio. Ok … Pelos recursos, vale a pena. Apesar de eu ter afirmado ainda que não é certeza absoluta (afinal, não estou com os vistos em mãos).

Acabei achando passagens com ótimos valores. Deixei reservado e ainda não comprei. Preciso definir até hoje se compro ou não. Hoje as reservas expiram.

As coisas caminharam sem o visto. Decidimos que no pior das hipóteses, se o visto não vier, vamos tentar mudar de vida. Sei lá. Uma cidade mais pacata, mais tranquila. Mas isso é realmente uma desculpa para a ansiedade e para o medo. Pois estamos providenciando nossa ida sem ter os vistos em mãos, o que praticamente ainda não nos permite imigrar. Sei que falta pouco, mas não dá para ter certeza 100%.

E por fim, o visto não chega. Esperamos desde 17/01. Já passou mais de um mês. A resolução do problema dos exames médicos foi há 10 dias, prazo que haviam dito ser a previsão de entrega dos passaportes. Mas até agora nem email ou ligação do consulado.

Hoje está um dia quente e abafado no trabalho. Passo os dias fazendo milhares de contas e analisando as situações do que devemos fazer. Difícil.

É isso. A vida continua. Boa quinta a todos.

Voando as cegas …

Por enquanto, nada de resposta. Tentei ligar para o consulado, enviei email para a Maura, para o email principal do consulado … E nada … Até agora, nenhuma resposta.

Ligar para o consulado é praticamente impossível. Ninguém atende o telefone. E os ramais da Maura que existem nos blogs agora retornam uma mensagem que o ramal não existe mais. Devem ter alterado pelo monte de imigrante ansioso que ficava ligando para ela.

Então até agora, não sei se o exame médico do meu filho foi ou não foi enviado ao consulado.

Estou pretendendo ir segunda ao consulado novamente e perguntar pessoalmente como está o status do exame do meu filho. Na última vez tive a impressão que ela não gostou muito deu aparecer e perguntar pelo processo, mas preciso saber se o médico enviou ou não os exames. E se não enviou … Ah … Nem vou comentar nada … Como brasileiros, já sabemos como as coisas são …

Ainda esperando um contato sobre o visto … (e sobre o exame médico desaparecido)

Ontem enviei uma mensagem para aquele e-mail da Maura, tentando obter informações sobre o exame médico do meu filho (ao menos para ter certeza que o médico enviou).

Como ainda não tive resposta, enviei hoje também uma mensagem para spalo-immigration@international.gc.ca    , email oficial do consulado.

Vou continuar aguardando. Eu só queria uma simples resposta, do tipo “o exame foi recebido e está sob análise” ou “não, o exame não foi enviado e nem recebido”.

Sem saber o que fazer, continuo esperando mais um pouco. Hoje vi no grupo de Yahoo um colega que enviou os passaportes no dia 24/01 e recebeu o visto hoje ! E poderia ser eu … O que será que aconteceu ? Logo agora ?

Nada de visto nesta semana …

Nota

Bem, esperei uma ligação ou e-mail do consulado para poder buscar os passaportes. Parece que essa semana não vai ser “a” semana.

Sei que ainda faz pouco tempo (12 dias) da entrega dos passaportes. Mas receber o visto aliviaria tanta tensão e possibilitaria ter a certeza absoluta que nada mais precisa ser feito para irmos embora e que fomos 100% aceitos.

Aguardarei a próxima semana ansioso e espero que a resposta venha logo.

Abraços a todos e bonne weekend !

Bonne Weekend

1 Semana para a Entrevista

É isso pessoal. A hora está chegando.

Daqui a uma semana saberemos que destino nossas vidas irão tomar.

Independente do resultado, estamos felizes de termos chegado até aqui. Lutamos muito contra o tempo e todas as dificuldades do caminho. Sabemos que se conseguirmos, foi por nosso mérito e nosso suor.

Ainda fico na expectativa de ver os primeiros relatos de entrevista para poder me acalmar (ou desesperar).

Sei também que o francês vai ser o fator que “pega”. Estamos nos dedicando nesse período por todos os dias !

Aguardaremos a semana com ansiedade. A pastinha está pronta. Documentos e pesquisas feitas. Listinha de perguntas respondidas. Acho que não falta mais nada.

Boa sorte a todos nós !!!

Pré Entrevista na Escola e Línguas

Hoje fizemos uma pré entrevista. O proprietário da escola ficou sabendo que fomos convocados e está nos dando uma força. Hoje foi a primeira.

Valeu muito a pena. Nos preparamos com algumas questões básicas e estamos fazendo a lista de 130 perguntas clássica. Adicionei algumas extras.

E a reta final !!! Boa a sorte a todos os convocados !!!

E-Mail de convocação da entrevista recebido !!!

É isso pessoal. Ele chegou agora.

Uma carta falando sobre o processo, um formulário a ser preenchido e devolvido para confirmar a entrevista e uma lista de documentos para levar no dia da entrevista.

Ainda dá um medo pela questão do francês. Poussin-Mére está totalmente insegura e apesar de entender, não fala praticamente nada. E eu consigo me comunicar, mas de uma forma simples. Espero realmente que isso seja suficiente, ainda porque sabemos que teremos mais 25 meses de processo federal para aprender mais francês.

No nosso processo, quando química era 12 pontos, somamos 63 pontos de 64. Faltava um. E não enviamos pontos para língua. Espero que o entrevistador(a) considere essa situação na hora de nos avaliar.

E agora estou correndo para renovar meu passaporte que venceu em julho, já que tenho que levar o original. Por sorte eu marquei a renovação no antes de ser convocado. Espero que dê tempo de pegar, senão será mais um problema.

É isso. Ansiedade pequena, mas aumentando.

Pedra no nariz …

Bem, enquanto não temos novidades da entrevista, as crianças vão nos dando assunto.

Ontem, durante o trabalho, recebo uma ligação de casa falando que foram pegar a Poussin Fille para levar ao hospital. A engraçadinha enfiou uma pedra no nariz e a mesma ficou presa. Ah ! Menininha …

Mas foi tudo bem. O médico retirou a pedra e ela ficou boa. Cheguei em casa ela já estava dormindo e acabei por não conversar com ela (chego bem tarde mesmo).

Se a imigração não dá emoções, a família faz isso !