1 Mes de Canada – Balanço Geral

Completamos ontem um mes de Canada. Com muitas descobertas e aventura, vou tentar lembrar tudo e colocar um ultra resumo !!!

Meu teclado esta sem circunflexo !!!!

 

Documentos

Tudo tranquilo. Obter o NAS é a prioridade n° 1, todos os outros documentos dependem dele. O governo é tranquilo e todas as informações necessárias estão na internet, é só seguir o site oficial ou outros blogs de imigração. Apesar de ser tudo fácil de obter, ainda não recebemos a carteira de residente permanente e o assurance maladie (ainda estamos no prazo). A exceção é a habilitação de dirigir, que ainda não demos entrada. Saúde Muitos aqui elogiam, tem as clínicas de sans rendez-vous que parecem prestar um bom serviço. Ainda não utilizamos, não posso dar um parecer.

Educação

As aulas começam em 28 de agosto, nosso filho vai para o accueil. Não temos uma idéia clara de como será. Nossa pequena está indo na garderie privada, gastamos um dinheiro com isso, mas conseguimos vaga assim que chegamos. Está valendo a pena já que ficamos muito tempo fora na francisação.

Auxílios do governo

Dei entrada em todos, com exceção do pedido de reembolso antecipado de frais de garde da garderie (precisamos dos atestados da escola de francisação). Ainda não recebemos nada (enviei em 20/06 pelo correio). Existem datas pré-definidas de pagamento, veremos o que acontece.

Francisação

Conseguimos uma vaga fácil na francisação da CSM. Fizemos inscrição on line na francisação do MICC, mas nem sequer recebemos notícias até agora. Vai começar em agosto, mas por hora continuamos com a da CSM.

Moradia

Acamos alugando um lugar para 1° agosto por um valor um pouco acima do que esperávamos, mas pelo menos é no local que queríamos, muito próximo das escolas. Ainda não mudamos, então ainda veremos como será.

Custo de Vida

Os preço para quem ganha em dollar são ótimos. Dificil é para nós ficar pensando na paridade com o real, parece que as coisas são caras. Carne é bem caro, móveis, eletrodmésticos e eletronicos em geral são bem baratos. Vale fazer um orçamento bem restritivo para manter a saúde financeira.

Amigos

Já estamos cultivando algumas amizades com brasileiros que conhecemos. Temos alguns conhecidos imigrantes e canadenses. Não são tão fechados quanto dizem, mas parece que fazer amizade realmente não é tão fácil.

Frio

Parece que nem existe. Estamos no frenezy do verão e faz muito calor, muito mesmo. Apesar que todos alertam para curtir bastante antes do inverno chegar.

Transporte

Carro não é necessário onde estamos. O metro e onibus são extremamente eficientes. Carro faz falta para fazer compras, mas fora isso, não é grande coisa.

Vestimentas

Com o calor, tudo que trouxemos do Brasil tem sido útil. Faltou somente umas roupinhas para chuva, parece que todo mundo tem por aqui capas impermeáveis e botinhas de borracha.

Lazer

Tem de tudo e por toda parque. O verão é 10 !!!

Segurança

Alguns lugares dão medo (brasileiros desconfiados kkk). Mas por aqui tudo é tranquilo, até agora. Mas todas as bicicletas ficam bem amarradas nos postes !

 

Acho que é isso que me lembro por hora. Se me recordar de algum fator mais interessante, depois eu adiciono.

Abraços e bom final de semana !

Anúncios

Rendez-vous e palestras para recém chegados

Quando chegamos no Canada, durante o landing, nos é fornecido uma folha com números importantes sobre os primeiros passos no Canada. Um deles é marcar um rendez-vous com alguma agencia para os primeiros passos.

Como bons imigrantes e estudando há muito tempo, boa parte do que estava na folha nós já sabíamos como fazer. Mesmo assim, marcamos o rendez-vous com o orgão, que no nosso caso foi o Le Collectif ( http://www.cfiq.ca/ ), pela proximidade do nosso endereço.

O primeiro encontro é um tipo de palestra que fala sobre quase tudo e explica como é o trabalho do orgão. Tem gente de várias nações e é claro, a única língua falada é frances. Apos a palestra, temos o agendamento do nosso primeiro rendez-vous pessoal. Tudo é optativo, faz quem quiser. Minha esposa escolheu não fazer agora o processo para melhorar o frances e ir mais preparada. Eu estou ansioso para trabalhar, então já me cadastrei logo.

Hoje tive o rendez-vous. Na realidade é uma mini entrevista onde eles perguntam qual o nosso objetivo (para trabalhar) no Canada, como estamos nos sentindo e como estão indo os primeiros passos. Fizeram a abertura do meu dossie e já recebi uma agenda com diversos atelies (tipo uma palestra) e as datas. E também me deram um conselheiro individual que ira me ajudar a fazer o currículo, dar dicas e afins.

Existem atelies de vários tipos, desde profissão, currículo, treinamento de entrevista em ingles, como se apresentar e muito mais. Tudo na listinha. Esses cursos são repetidos em ciclos e por isso quem optar por não fazer ou perder a data, poderá participar no próximo ciclo sem precisar se registrar e nem telefonar. Somente os encontros com os conselheiros individuais são marcados e confirmados por telefone.

Existe uma proposta muito forte para conhecermos outras regioes e cidades do Québec além de Montreal. Montreal recebe cerca de 70% dos imigrantes do Québec e é claro que apesar de existir muito mais vagas por aqui, existe também mais competição.

O plano de trabalho deles incentiva as famílias a abrir seus horizontes e pensar na possibilidade de morar em outras cidades que também possuem demanda de profissionais, em menor quantidade mas com menor competição. A comparação foi do tipo candidato/vaga de vestibular: enquanto Montreal tem 100 vagas para 200 imigrantes, cidades pequenas oferecem 10 vagas para 2 imigrantes.

Tudo isso se adapta a nossa idéia de morar em um local menor, mais tranquilo. A conselheira também afirmou que a francisação, obtenção de documentos e primeiros passos podem ser feitos tranquilamente nestas cidades menores que também oferecem suporte a recém chegados. Nunca vi blogs de pessoas em cidades menores do Québec, ao menos que eu me lembre (com exceção da Gabi enfermeira, que é meio nomade kkk).

Bom, escrevi sobre esse assunto para que os recem chegados participem dessa seance de informações. Apesar de saber muita coisa que eles falaram, existe a possibilidade de um auxilio efetivo na busca de emprego e preparação para o mercado de trabalho. Acho que isso faz parte da lição de casa do imigrante.

Dia 02/07 começaremos nossa francisação em um Centro da Comissão Escolar de Montreal. Vou aproveitar para participar dos encontros em ingles do Le Collectif e tentar desenvolver uma vantagem extra sobre outros imigrantes, 3 línguas !!!

Desejo a todos que estão nesta aventura que cheguem logo aqui. É emocionante, assustador, excitante, é tudo ao mesmo tempo 🙂

17 dias de Canada !!!

Completamos 17 dias aqui. As vezes parece mais, as vezes parece menos.

Já estamos ambientados com a cidade e conhecemos o sistema de transporte bem melhor, já dá até para sair sem o mapinha do metro. Mas muitas partes da cidade continuam sem ser visitadas.

Nessa semana meu pai está finalizando a negociação do aluguel do nosso ape no Brasil. Já que não vende, vamos deixar alugando durante um tempo. Isso servirá também de tempo para podermos decidir em qual quartier vamos morar. Está um pouco difícil decidir, principalmente pela opção das escolas das crianças. Precisamos da disponibilidade de um pre-maternal (4 ans) e do secondaire (12 ans). Meu filho só cursará o secondaire ano que vem, esse ano a Comissão Escolar vai deixar ele no último ano do primaire na classe de francisação. Acho que será bom para ele desenvolver a língua e se adaptar a nova escola.

O aluguel nesse período está difícil, já que vamos ficar nesse imóvel até o final de agosto, já que foi uma locação temporária. Acredito que vamos ficar pela ilha mesmo, apesar da vontade de se afastar do centro e pegar algo maior por um preço menor. Mas a escola das escolas pesam, fora a facilidade do sistema de transporte da STM em Montréal.

Hoje aproveitamos o sol (na realidade, meio nublado) e fomos até o Parc du Mont-Royal. Muito bonito, muitos turistas e pouco tempo para visitar tudo. O parque é enorme !!!

Por hora não temos outras novidades, mas continuo encaminhando alguns currículos. No rendez-vous (que na realidade foi uma palestra para o grupo) do MICC marcaram um outro rendez-vous, só que dessa vez tete à tete. Será um aconselhamento sobre empregabilidade, será legal. Já passei em um centro d’emploi e peguei a ficha para me inscrever. Lá eles também dão as dicas sobre como se candidatar, adequar o currículo e etc..

Hoje ocorreram várias festividades pela fete Nacionale du Québec, que está chegando. Estranhamente aqui no bairro, no Parc Villeray haviam muitos arábes e o show estava rolando em arábe. Curioso para uma cidade que fervorosamente defende a proteção da língua francesa. No parque, me senti mais no oriente médio do que no Canada 🙂

Segue fotinha do Parc du Mont-Royal neste bonito dia !

022 033

1 semana de Canada !!!

Completamos nossa primeira semana aqui. Hoje foi um dia diferente, encontramos alguns brasileiros no Acajou para assistir ao jogo do Brasil. Fomos convidados pela Rejane, uma brasileira que mora aqui em Montréal e auxilia novos imigrantes no translado do aeroporto ou para achar uma casa temporária.

Durante essa semana, conhecemos e vimos muitas coisas. Fomos até a universidade McGill para visitar o museu (meu filho pode finalmente ver um esqueleto de dinossauro de verdade).

014

Conseguimos obter o NAS (muito fácil) e demos entrada no Assurance Maladie, que precisou mais uma visita a Règie (porque nosso bail estava com um erro).

Consegui fazer o cartão do HSBC funcionar. Nos caixas eletronicos ele funcionava, não funcionava para débito. Bastou ir no banco, reinicializar a senha e alterar no caixa. Agora ele está funcionando. Em compensação, não consegui incluir o NAS na conta porque precisava marcar um rendezvous, mas para isso eu precisava de um telefone (que ainda não tínhamos). Precisarei voltar lá.

Por outro lado, abrimos a conta no RBC para a poussin-Mère e foi muito fácil. Saímos de lá com um cartão temporário enquanto o outro não chega. Ela conseguiu um cartão de crédito com um bom limite, mesmo sem histórico. O atendimento foi muito bom.

Conhecemos o Biodome, muito bacana, pagando a entrada com desconto para residentes do Quebéc. Mesmo assim, descobrimos que alguns locais são um pouco caros para se visitar quando pensamos em economizar.

023

Vimos pela primeira vez um pedestre ser multado ao atravessar fora da faixa. E nem foi no centro da cidade, foi aqui perto mesmo. Ele correu pela rua para pegar o onibus e escutamos um apito. Era uma guarda de bicicleta e pegou o camarada em flagrante. Não teve jeito. O interessante é que o onibus continuou parado, talvez esperando por ele. Não conferi porque fomos embora.

Nesta semana também inscrevemos nossa pequena na garderie. Fiquei preocupado e acabamos conversando com uma privé, muito bonitinha. 35 dolares por dia é bem pesado no orçamento, mas pedirei adiantamento o reelbolso do governo. Apesar do processo parecer simples e ser feito online, ainda terei que enviar alguns documentos pelo correio e possivelmente passarei em um centro para validar alguns deles.

Por outro lado, a ajuda do governo federal é um pouco mais complexa, apesar do valor ser bem menor. Não dá para fazer online porque nunca declaramos imposto antes aqui, então será tudo via correios. A ajuda de custo da provincía é mais fácil, mas também precisará de envios pelos correios dos documentos complementares.

Achamos um centro próximo para fazer a francisação, mas perdemos a data de inscrição que era 12/06. Teremos que esperar a próxima inscrição na semana que vem. Tudo isso porque resolvi esperar para dar entrada em tudo após o rendezvous com o MICC. O problema foi que nos deram um endereço do centro errado e quando chegamos lá, nos enviaram para outro local. Chegamos 22 minutos atrasados e não pudemos ter o rendezvous porque o máximo de atraso é 20 minutos, independente do problema ter sido causado por eles. Marcaram um novo rendezvous na próxima semana …

Achamos alguns supermercados, mas até agora consideramos que o custo de vida na região é caro. Talvez sejam os gastos em dolares quando o dinheiro oriundo é em reais.

Difícil está em arrumar um imóvel próximo ao nosso atual. Esse é temporário até o final de setembro, mas não tem nada no mesmo tamanho e qualidade próximos, é tudo pequeno e caro. Estou considerando realmente seguir o nosso plano original que é morar em Longueil, pela região de Monteregie. A ilha é legal, mas obtendo todos os documentos por aqui, não precisaremos mais ficar e podemos voltar ao Plano A que era morar em locais menores para poder nos integrarmos mais facilmente. A facilidade de adquirir um automóvel é muito simples, mesmo assim estamos aproveitando o transporte público e não sabemos como ele é nas regiões mais afastadas da ilha.

Por falar em transporte público, fizemos a carteirinha do meu filho para ele pagar metade do valor do transporte. Simples, a carteirinha saiu na hora (pagamos 6 dolares por ela). Fizemos as cartas Opus para todos nós (exceção da pequena que é isenta de cobrança) e compramos o passe para o mes todo.

Fiz um plano de celular na FIDO. Muito fácil, só trazer um cartão internacional do Brasil (o meu estava cancelado, mas nem falei nada, mostrei o plástico). O cara coloca no sistema e libera na hora. Comparando com o valor do Brasil, parece ser caro, mas ao menos as ligações são ilimitadas por todo o Canadá e posso acessar 1GB por mes sem me preocupar com cobranças. Fica a dica, telefone aqui é essencial. Parece que tudo que vamos fazer, pedem um número e é importante. E acabei pegando um Iphone 4s sem custo para o plano, que ficou 50 CAN por mes.

As crianças sentem saudades dos avos, mas resolvemos isso parcialmente conversando pelo skype. Dá para se ver e falar, então isso alivia para todos nós.

Veremos o que a próxima semana nos reserva. Ainda temos que ir na comissão escolar ver a situação do nosso grandão e tentar matricular ele no accueil.

Vou acabar comprando uma impressoa para fazer os documentos em casa. Fica mais fácil e me sentirei mais confortável. Vi impressoras da HP por 24 CAN, mas achei uma Epson wireless interessante na BestBuy por 70 CAN, acho que vou ficar com ela.

Tenho alguns recebimentos para cair no Brasil, ainda estou na expectativa que tudo corra bem. Além disso, vender nosso imóvel parece ser complicado nesse período de Copa. Tudo bem, tudo isso estava previsto.

Alguns momentos tenho medo e receio, enquanto em outros sinto a realizaçãode ter conseguido chegar até aqui. Sei que tudo isso faz parte do próprio processo de adaptação.

No geral, estamos muito felizes em estar aqui. As vezes penso se fizemos a coisa certa, mas a resposta é óbiva: fizemos sim.

A sensação de ficar sem trabalhar é o que deixa mais preocupado. Dinheiro saindo e nenhum entrando. Nunca pensei que diria isso, mas acho que preciso mesmo me ocupar e ficar tanto tempo sem trabalhar atrapalha. “Ser humano é gado”, kkk …

No aspecto de trabalho, nenhuma entrevista até agora. Tudo bem, é só uma semana. Agora com telefone conseguirei fazer contatos diretos e acho que isso pode facilitar.

O tempo que estava quente e ensolarado virou hoje para uma chuva e vento gelado. Nada que seja muito ruim, apenas molhado. Cheguei a escutar de brasileiros que é melhor tempo de neve do que essa chuvinha “molhada”.

Pois bem, essa é a nossa nova vida até agora. Tudo está bem, estamos bem. Muita coisa acontecendo, muitas transições. A vida é espetacular para ficar em uma redoma de segurança e rotina. Mas que dá medo sair dela, puxa, dá sim.

Abração a todos !!!

A mala extraviada chegou !

A Copa Airlines, como prometido, entregou a mala extraviada aqui em casa hoje !

Liguei para eles pela manhã e o atendente já sabia do caso, nem precisei explicar nada. Ele confirmou os dados da entrega (endereço) e disse que iria entregar depois das 14h, ainda hoje. Como não tenho telefone ainda (ele disse que avisaria quando fosse entregar), tive que ficar por aqui no período da tarde. Tudo bem, aproveitamos para organizar as malas e roupas e brincar com as crianças.

No final da tarde, a mala chegou. Tudo direitinho, aparentemente.

Amanhã tem vários programas em Montreal, difícil de saber o que fazer. Mas acho que queremos conhecer o Biodome, o Jardim Botanico, a Montreal’s Monkland Village (festa tradicional que ocorre junto ao GP do Canada de F1). No final de semana vamos passear 🙂

 

 

2° dia ! NAS e Assurance Maladie – Montreal multicultural

Foi um dia agitado. Fizemos o grande percurso de obtenção dos documentos.

Os processos aqui são bem fáceis. O atendimento do NAS foi muito rápido. Saimos com as 4 folhas com o NAS impresso (nosso e das crianças).

Fomos em um CLSC para ver informações da Carte Soleil (dica de um funcionário do Services Canada) que era bem pertinho, mas acho que ele não estava muito “a fim” e optamos por ir ao plano original de ir na Régie diretamente. Opção acertada, atendimento rápido (muitos imigrantes por lá) e demos entrada na Assurance Maladie. Um preenchimento errado feito pelo landlord do nosso bail acabou fazendo com que ele fosse rejeitado. Teremos que apresentar um novo em até 45 dias ou enviar por fax. Falarei com ele amanhã sobre isso.

Amanhã também é o dia que ligarei na Copa para ver se a bagagem chegou (ou se ela sumiu de vez). Iremos também ao HSBC da McGill conversar e levar o NAS.

Montreal é realmente impressionante. A cada esquina, escutamos diversas linguas diferentes. Tem todo tipo de imigrante e aparentemente a maioria das pessoas não se importa, todos são bem naturais (mas cada um na sua). Hoje conheci um portugues que mora no condo ao nosso lado.

Interessante que o pessoal acaba abrindo um sorriso quando sabe que somos brasileiros. Não sei se é por educação ou se eles realmente acham isso “Super”.

O sistema de metro e onibus é extremamente eficiente. Apesar de ter alguns horários de pico, não esperamos mais que 5 minutos pelo metro e pelo o onibus nessa jornada. Tudo inteiro, limpinho e tranquilo. Usamos uma carta l’occasionnelle que permite 1 dia de uso de metro ou onibus sem tarifa adicional por 10 CAN. Nossa pequena não paga por ter menos de 6 anos.

Conseguimos marcar também o rendez-vous no MICC. Bem fácil, por telefone mesmo.

Vamos combinar com o casal do Ca e Ca para assistir o jogo do Brasil dia 12 em algum lugar. Será divertido ve-los e termos esse momento brasileiro juntos 😀

Acho que meu teclado está aderindo a era multilinguistica. Alguns acentos pararam de funcionar, estou escrevendo sem tonicos kkkk …

Bom, por hora é isso. Todas as informações principais são dadas no landing, então por hora é só seguir as instruções e fazer o nosso planejamento sair do papel. Afinal, temos esse monte de lista to-do para seguir, não é ?

Abraços a todos !

047

 

Viagem, landing e 1° dia

Bom pessoal, primeiro dia em Montreal.

Saímos do aeroporto de Guarulhos, um pouco depois do meio dia. Fomos de Copa Airlines, escala no Panama. Voo tranquilo, bom atendimento, ficou no horário. Encontramos o casal Ca e Ca no aeroporto de depois no embarque.

Chegamos no Panama, nem tivemos tempo para nada, já estavam chamando para embarque. Subimos e tivemos a primeira “decepção”. O avião era bem mais antigo e não tinha TV’s nos assentos. Ficamos uns 45 minutos dentro do avião, esperando … No site da Copa minha refeição estava como “Kosher”, então recebi um prato diferente de todos do avião. Estava boa. Tinha aquelas TV’s coletivas e passou um filme. Depois desligaram tudo. Tudo bem, afinal, era um voo noturno.

Chegamos em Montreal no tempo previsto. Desembarcamos, chegamos na imigração e o agente viu nossos vistos. Pediu que pegássemos as malas e que seríamos encaminhados para o landing.

Então tivemos outra surpresa desagradável: todo mundo foi saindo, saindo, saindo e … Uma das nossas malas sumiu. É, fomos premiados. Junto do funcionário da Copa fizemos todo o tramite da reclamação, pegamos a folha. Teremos que aguardar até sexta pois a Copa só tem outro voo para cá na sexta. Então veremos.

Passados um bom tempo na reclamação da bagagem, fomos para o landing. Pegamos uma agente super simpática, foi muito legal. Fez as perguntas básicas de endereço, quantia que levávamos, se ia chegar bens depois. Super simpática, ganhamos um Welcome to Canada e um Benvenue ao Canada, em ambas a linguas. E mais um monte de outras palavras simpáticas, nos desejando boa sorte. E é claro, todos os livretos e recomendações que temos que fazer.

Saimos e encontramos o Jetro, que peguei por indicação no facebook, na comunidade de brasileiros em Montreal. Ele nos trouxe até a casa, foi bem bacana.

A casa é legal, tem seus probleminhas, mas o host é super simpático. Ele foi viajar, então deixou a chave debaixo do tapete. Deixou também um mapa da cidade e cada comodo tinha um desenho dos filhos dele para os meus, dizendo bienvenue ! Deixou pizza e cerveja na geladeira 🙂

Hoje tiramos o dia de folga. Levantamos 10h, demos uma volta, fomos almoçar em um restaurante (acho que libanes). Depois descobrimor um parque na rua de trás e passamos a tarde lá com as crianças.

Na volta, outra pequena surpresa: durante o banho do meu filho, parte do gesso do banheiro caiu devido a uma infiltração. Já avisei o proprietário, mas nada demais, só o susto e o trabalho da limpeza.

Dá realmente um medo e receio de chegar. Fico com foco que está proibido ficar dentro de casa. Mas as coisas estão fluindo, principalmente pelo meio maior medo que era a comunicação. O ingles resolve os problemas quando o frances não dá conta 😀

Não consegui usar o cartão de débito do HSBC canada. Deu pin invalido. Verei isso amanhã apos pegar o NAS.

Amanhã será o dia de pegar documentos, então vamos conhecer outras áreas da cidade. Villeray não é exatamente como pensamos. O bairro tem partes bem bonitas e outras em revitalização. Mas também tem muito imigrante e vimos que desenvolver o frances em alguns pontos por aqui pode ser dificil, já que em muitos locais os proprios comerciantes não falam frances (ou falam como nós, com dificuldade). Mas veremos isso mais para frente.

Abração a todos ! Espero encontra-los em breve !

Tirando Visto Americano – Parte II (Final)

Complementando o post anterior. Hoje fomos no consulado para a segunda parte do processo de obtenção do visto. Hoje era a entrevista.

Teoricamente eu era isento da entrevista (por ter um visto expirado há menos de 48 meses). As crianças também eram isentas (menores de 16 anos). Somente a poussin-mère não era isenta e como fiz o processo em família, eu e poussin-mère fomos lá.

Fomos atendidos bem rapidamente, um pouco antes do horário do agendamento. Combinamos de ser o mais sincero possível na hora das perguntas.

No momento da entrevista ele questionou apenas sobre o visto canadense. O que vamos fazer, quanto tempo vamos ficar, qual cidade …

Pronto. Foi isso.

Acho que faz sentido, afinal o processo canadense já é metódico e difícil. No fundo deu tudo certo. Vamos esperar a data para ir buscar o passaporte.

Para quem vai viajar, acho que não há problema. Aparentemente o visto canadense ajuda, mas seja sincero nas respostas !

Faltam 47 dias – “Avalanche Mental”

Notinha rápida para não deixar o blog mofando. Faltam 47 dias.

Muita correria, poucas novidades. Estamos finalizando o desapego. As últimas coisas estão saindo de casa e logo nós também vamos sair.

Existe a possibilidade de alugar o nosso ap. para uma conhecida, então parece que a venda vai demorar. O mercado de imóveis não está tão aquecido quanto falam. Na realidade, acho que isso é só propaganda do governo para iludir as pessoas dizendo que o momento econômico é bom.

Precisamos encerrar muitas coisas, como conta em banco, telefonia e internet, registro no CRQ e outros.

Ainda estou trabalhando e terminarei somente no dia 02/05/2014. A homologação ainda vai demorar alguns dias após essa data, então ainda preciso aguardar a chegada do dim dim do FGTS e da multa.

Preciso contratar o seguro saúde (vou de Ingle ou Manulife mesmo), mas só quando chegar o dim dim.

Tenho lido vários blogs, mas o trabalho está tão corrido que nem tenho comentado. Muita novidade com exames médicos e pedidos de passaportes rolando. Que felicidade para nossa comunidade de imigrantes. Tenho certeza que logo muitos estarão prontos para ir.

Vi também com tristeza que o Brasil não foi contemplado na nova rodada de entrevistas. Calma companheiros ! Sabemos que é frustrante, mas paciência.

Tomei um prejuízo no dentista. Tenho que corrigir antes de ir um problema de maxilar e mais uns detalhes nos dentes 😦 . Um gasto não programado … Mas tudo bem.

A aproximação da data de saída começa a afetar alguns familiares (pais e mães). E também nos afeta.

A língua francesa começa a me dar um pouco mais de preocupação. Gostaria muito de estar com uma fluência melhor, não sei como será o impacto ao chegar lá.

No trabalho quase tudo resolvido, então não deixarei pendências para trás. Contratei duas pessoas para ficarem no meu lugar (eu cuido de duas áreas bem distintas da empresa). Até agora, tudo bem, apesar do ambiente na fábrica estar muito pesado e com alguns probleminhas de relacionamentos entre outros setores. Nada que me afete neste momento, já que falta mais 2 semanas para eu sair.

O seguro do carro está vencendo semana que vem e eu preciso finalizar a venda dele. O problema é que ficar sem carro neste momento vai ser uma chateação. Mas veremos como será.

Por hora é isso. Os pais e mães dos coleguinhas da nossa filha fizeram um churrasco de despedida para nós. Foi muito legal. Gostaria de ter me relacionado com eles melhor durante esse pouco tempo que ficamos juntos. Mas espero manter contato e quem sabe receber algumas visitas no futuro ! Acho que a despedida vale um post futuro com fotinhos 🙂 .

Decidi também abrir uma conta na caixa para receber o seguro desemprego, já que o dinheiro tem que ser sacado pessoalmente ou depositado diretamente na conta da caixa. Ainda vou avaliar essa situação.

Temos procurações para fazer em nome dos pais. Preciso mesmo de uma lista do to-do.

E é isso. Tem várias coisas passando pela cabeça, uma verdadeira avalanche mental. Espero poder clarear as idéias neste feriado prolongado e colocar todas as coisas no lugar.

 

Habilitando o acesso (online) ao HSBC Canada – Parte II

Bem, tomei coragem e liguei novamente para o HSBC Canada.

Não sei explicar o motivo, mas falar ao telefone em outra língua parece ser um terror. Tomei confiança de que consigo me comunicar e liguei (foi em inglês mesmo).

Pedi um pouquinho de paciência a atendente e que ela falasse um pouco mais devagar. Ela perguntou se havia outra língua que eu me sentia confortável, eu disse que português (kkk), mas não tem suporte para essa língua.

Expliquei a situação para obter o telepin temporário e a mensagem de erro que recebi. Ela refez todos os passos, me explicou tudo com muita calma e conseguiu resolver tudo. Foi realmente muito gentil. O curioso é que conforme conversavámos, ela foi diminuindo mais ainda a velocidade da fala, até um ponto que eu cheguei a ficar com dificuldade de entender de tão devagar que ela estava se comunicando (kkk). Ela explicou todos os passos posteriores que eu teria que fazer sozinho.

Na sequência, já com o atendimento automático, troquei o telePIN temporário por um próprio, entrei na página e registrei minha conta para acesso online. Bem tranquilo. Só fiquei com uma ressalva: para fazer operações na cotna canadense também precisa de um token. Escolhi a opção no registro que não tinha um token. Eles enviarão um token físico para o endereço cadastro entre 2 a 3 semanas. “Ixi” ! Espero que venha para o Brasil, apesar que isso não é problema no momento já que devo enviar dinheiro e consultar, nada mais, e para isso não precisa do token.

Na sequência entrei no HSBC Brasil e cadastrei a conta do Canada no GlobalView. Fui fazer um teste enviando 100 CAN e … Não funcionou. Recebi uma mensagem que antes de movimentar dinheiro da conta brasileira no globalview eu preciso atualizar o cadastro (!?). Não entendi bem, pois minha conta tem menos de 2 meses e já preciso atualizar o cadastro ? Amanhã ligarei na agência e falo com a gerente.

Passei também no HSBC para solicitar um token físico (BR) conforme recomendaram em fóruns. Não sei se dará certo porque a atendente disse que a chegada tem levado até 60 dias ! Nesse período nem estarei mais aqui. Então covnersarei com a gerente amanhã sobre isso também.

Bom, essa foi a experiência até agora. Bem burocrática, mas tranquila. Até agora o atendimento do HSBC Canada tem sido muito bom.

Boa Semana a Todos !